Make your own free website on Tripod.com
Anatomia e Fisiologia

05/07/03

Home
Acima
Filogenia e Classificação
Importância
Anatomia e Fisiologia
Ecologia

 

CARACTERES GERAIS

  

bullet

 São animais triblásticos, apresentam clivagem espiral determinada, celoma esquizocélico (embora o celoma seja reduzido nos adultos), simetria bilateral e deuterostômio.

bullet

Corpo mole, viscoso e não segmentado, constituído basicamente de três partes distintas: cabeça, massa visceral e pé, diversamente modificados e geralmente encerrado numa concha calcária com 1, 2 ou 8 valvas. O corpo é normalmente curto e parcialmente ou totalmente envolvido por uma formação carnosa da parede do corpo, denominada manto ou palio.

 

-> Cabeça: Evidente na maioria, apresenta-se indiferenciada em bivalves e scaphopoda. Apresentam:

 

  1. Tentáculos: Presentes em gastrópodes (1 ou 2 pares) e em cefalópodes (número grande e variável de tentáculos).

  2. Olhos: Presentes em alguns grupos. Nos gastrópodes podem aparecer no ápice (Stilomatóforos) ou na base (basomatóforos) dos tentáculos. Os cefalópodes apresentam 1 par bastante desenvolvido, provido de córnea, cristalino e retina, com estrutura semelhante aos olhos dos vertebrados, confere a estes animais excepcional acuidade visual. Os bivalves pectinideos apresentam olhos simples nas bordas do manto.

  3. Boca: Pode ser nua ou guarnecida por palpos labiais. Pode aparecer uma tromba ou probóscide ou ainda um estilete perfurante entre os carnívoros. A maioria comporta fileiras transversais de diminutos dentes – a  rádula –com função raspadora (ausente nos bivalvia). Os filtradores ostentam dois sifões, originados de pregas do manto e provido de tratos ciliares que proporcionam a corrente ventilatória de entrada e saída de água na cavidade do corpo; nestes a boca abre-se na cavidade do corpo.

 

-> Pé: Órgão muscular que apresenta sob forma de sola nos quítons, neopilinas e gastrópodes; em forma de lâmina de machado nos bivalves; transformando em nadadeiras em cefalópodes e aplísias e ainda dar origem a sifões e tentáculos. As neomenias têm o pé bastante reduzido. Espécies fixas geralmente apresentam o pé atrofiado.

 

-> Massa Cisceral: Aloja todos os aparelhos e sistemas. O tegumento é constituído por um epitélio fino e uniestratificado, geralmente ciliado e provido de muitas glândulas mucosas. A parte do tegumento que reveste a massa visceral é denominada de manto ou pallium, estrutura que entre outras funções, é responsável pela secreção da concha calcária.

 

Sistema Digestivo

Completo com boca anterior e ânus geralmente terminal, mas amplamente diversificado nos diversos grupos, em função da natureza alimentar e da morfologia da concha. Muitos apresentam o trato digestivo enrolado ou em forma de U. Os bivalves apresentam estilete cristalino, numa haste acircular, cilíndrica e transparente alojada numa dilatação do estômago e apoiada nas extremidades por dois escudos gástricos quitinosos que lhe proporciona um movimento de rotação. O estilete é constituído por enzimas digestivas redutoras de amido, muito úteis na digestão do plâncton. Os movimentos rotativos do estilete funcionam como um molinete para recolher o muco contendo o alimento para o estômago. Todos os moluscos de hábito não filtradores, possuem uma língua raspadora denominada rádula, característica diagnóstica para identificação de moluscos, pois apesar de apresentarem o mesmo plano básico estrutural, diferem no número, tipo e forma dos dentes. A rádula é uma estrutura raspadora provida de numerosos dentículos quitinosos, dispostos em fileiras e que normalmente tem a seguinte disposição:

 

                

 

            A presença de mandíbulas é observada em alguns gastrópodes e em cefalópodes, sempre associado a rádula. Nos cefalópodes elas são muito fortes e em forma de bico cuja função é perfurar e rasgar grandes pedaços de tecidos das presas. Os polvos são capazes de triturar o exoesqueleto de grandes crustáceos com muita facilidade.

 Digestão no bivalvo

Digestão no cefalópodo

 

Sistema Circulatório

Dois tipos de circulação observa-se entre os moluscos:

  1. circulação aberta ou lacunar nos aplacóforos, monoplacóforos, poliplacóforos, gastrópodes e bivalves;

  2. fechada apenas nos cefalópodes.

           

Nos cefalópodes o sangue circula num sistema fechado de vasos e artérias e é bombeado por um coração constituído por 2 aurículas 1 ventrículo. Nos outros moluscos há um coração com 2 cavidades, 1 aurícula e 1 ventrículo o sangue é conduzido aos tecidos por um vaso dorsal e retorna por lacunas do corpo ou hemocelos (rara evidência do celoma reduzido, presente também na cavidade pericárdica).

 

circulação 

 

Sistema Respiratório

            Três tipos de respiração ocorrem entre os moluscos: Pulmonar ; cutânea e branquial (ctenídios).

repiração    As brânquias localizam-se na cavidade palial, entre a massa visceral e o manto. O número de brânquias é variável de 1 a 40 pares e sua posição em relação ao corpo constitui importante caracter taxonômico.

     Respiração pulmonar é exclusiva de gastrópodes terrestres. A intensa vascularização da parede externa do manto funciona como órgão de difusão de gases possibilitando ao animal a respiração aérea.

     Respiração cutânea é exclusiva de formas parasitas e infaunais.

 Respiração

Respiração

 

Sistema Excretor

       A excreção é realizada por nefrídios em número de 1 ou 1, 2 ou pares, geralmente ligados à cavidade pericárdica, e abrindo-se na cavidade palial. As cavidades dos nefrídios são revestidas por peritônio, ou seja, constituem mais uma evidência do celoma reduzido.

 As substâncias de excreção são retiradas da corrente circulatória e caem na câmara suprabranquial e daí passam para o sifão exalante. São amoniotélicos, os aquáticos; e uricotélicos os terrestres.

 

 circulação

 

Sistema Nervoso

        Tipicamente constituído por um anel nervoso circunfaríngeo de onde partem dois cordões nervosos longitudinais. Este padrão estrutural típico pode estar diversamente modificado nos adultos, assumindo assim três classificações:

bullet

Sistema Nervoso Escaliforme – formado por um anel periesofágico de onde partem 2 cordões nervosos longitudinais paralelos e ligados por conectivos lembrando os degraus de uma escada. É encontrado em Aplacophora, Monoplacophora e Polyplacophora. Fig.

bullet

Sistema Nervoso Ganglionar Simples- encontrado em gastrópodes e bivalves, é formado por um anel perifaríngeo que constitui o gânglio cerebral de onde partem dois gânglios, um pedal que inerva o pé e um gânglio visceral que inerva a massa visceral. 

bullet

Sistema Nervoso Ganglionar Complexo- Cefalópodes.

 

        Os Órgãos sensitivos principais incluem:

bullet

Tentáculos;

bullet

Olhos;

bullet

Estatocistos, encontrados em todos os moluscos com função de equilíbrio;

bullet

Osfrádio, estrutura que controla a qualidade e a pressão interna da água circulante na cavidade palial;

bullet

Papilas sensoriais, nos bordos da boca e na margem do manto;

bullet

Células sensitivas, diversamente distribuídas, mas geralmente com grande concentração na borda do manto.

 

Sistema Reprodutor

 

             Os sexos são separados apenas em céfalópodes, escafópodos e muitos gastrópodes. Os outros moluscos são hermafroditas, podendo ser protândricos ou simultâneos.

            Há 4, 2 ou 1 gônada, cuja cavidade é resquício do celoma reduzido e, ligados a ductos que se abrem na cavidade palial.

            A fecundação é geralmente externa ou interna e cruzada (gastrópodes terrestres) ou interna nos cefalópodes. A fecundação pode ocorrer na cavidade palial. A maioria são ovíparos.

            O desenvolvimento é direto nos terrestres e nos cefalópodes e indireto nos outros, que exibem larvas meroplactônicas, trocófora e véliger. Larvas de bivalves de água doce com hábitos parasitos (Unionidae).

 

     

Home | Filogenia e Classificação | Importância | Anatomia e Fisiologia | Ecologia

Este site foi atualizado em 04/06/03